Título

Estratégias de representações do movimento no contexto de salvaguarda de patrimônio imaterial em manifestações de música e dança

Descrição

A preservação das culturas imateriais e tradicionais no mundo contemporâneo em transformação é um tema fundamental nas políticas de atuação dos órgãos institucionais patrimoniais em todas as esferas de governança. Em especial, o movimento corporal, que guarda os saberes incorporados nas tradições de música e dança, está em um constante processo de transformação invisível, dada a natureza intangível das formas musicais coreográficas. Embora a ideia de salvaguarda de processo e práticas nas tradições esteja presente na definição estipulada pela UNESCO, suas definições não tocam em modelos de representação, guarda e reprodução desse “legado imaterial” em transformação. Por consequência, processos de salvaguarda não discutem claramente as representações do movimento humano. Esta lacuna produz uma ambiguidade onde o intangível parece se legitimar pela descrição de um subproduto tangível, e se reflete ao excesso de representação verbal e taxonômico, o que reproduz e privilegia atributos adotados pela produção cultura de matriz europeia, como os conceitos de autoria, cronologia, conservação e atributos físicos. Neste projeto, buscamos combinações metodológicas mais eficientes para em modelos que possam refletir (1) as capacidades cognitivas envolvidas nas manifestações culturas, (2) as novas formas de representações computacionais e a (3) representação do movimento em dados ou padrões visuais. A metodologia envolve uma fase de revisão sistemática dos documentos e processos de salvaguarda, o desenvolvimento de modelos de registro com tecnologias de captura de movimento e sua aplicação em um estudo de caso. É esperado que o projeto tenha impacto nas representações de conhecimento incorporado nos processos de registro e contribua com o aprofundamento das concepções sobre valores, processo e epistemologia das tradições musicais brasileiras.